3383c

Os Roteiros da Década: Parte 3 – Originais

Continua a série dos Roteiros da Década, na minha humilde opinião.

Já foram os Adaptados e os Documentários.

Segue a terceira parte, os ORIGINAIS, em ordem alfabética:

MELHORES ROTEIROS ORIGINAIS

BABEL, Guillermo Arriaga. (2003) Premiado: ALMA Award; Indicado: WGA Award; Oscar; Golden Globe; BAFTA Film Award; Critics Choice Award; CFCA Award; OFCS Award; Satellite Award.


http://roteirodecinema.com.br/wp/wp-content/uploads/2009/12/3059b.jpgETERNAL SUNSHINE OF THE SPOTLESS MIND, Charlie Kaufman, Michel Gondry & Pierre Bismuth. (2004) Premiado: WGA Award; Oscar; BAFTA Film Award; Bram Stoker Award; COFCA Award; KCFCC Award; Sierra Award; ALFS Award; NBR Award; OFCS Award; PFCS Award; Seattle Film Critics Award; SEFCA Award; TFCA Award; WAFCA Award; Indicado: Golden Globe; Saturn Award; Critics Choice Award.

http://www.writersstore.com/images/books/3780b.jpgJUNO, Diablo Cody. (2007) Premiado: WGA Award; Oscar; Austin Film Critics Award; BAFTA Film Award; Critics Choice Award; Satellite Award; Independent Spirit Award; COFCA Award; CFCA Award; DFWFCA Award; FFCC Award; KCFCC Award; Sierra Award; NBR Award; OFCS Award; PFCS Award; SDFCS Award; SEFCA Award; Indicado: Golden Globe; Chlotrudis Award.

GOOD NIGHT AND GOOD LUCK, George Clooney & Grant Heslov. (2005) Premiado: Paul Selvin Honorary Award; Satellite Award; Albo d’oro Osella in Venezia;  KCFCC Award; OFCS Award; SFFCC Award; Indicado:  WGA Award; Oscar; Golden Globe;BAFTA Film Award; Critics Choice Award; CFCA Award; WAFCA Award.

HABLE CON ELLA, Pedro Almodóvar. (2002)  Premiado: Oscar; BAFTA Film Award; European Film Award; Golden Satellite Award; Indicado: Goya.

LES INVASIONS BARBARES, Denys Arcand. (2003) Premiado: Cannes; César; Genie; Jutra; TFCA Award; Indicado: Oscar; BAFTA Film Award.

adaptationLITTLE MISS SUNSHINE, Michael Arndt. (2006) Premiado: WGA Award; Oscar; BAFTA Film Award; Independent Spirit Award; Critics Choice Award; DFWFCA Award; KCFCC Award; New Generation Award; Chairman’s Vanguard Award; PFCS Award; SEFCA Award; WAFCA Award;   Indicado: CFCA Award; ALFS Award; OFCS Award ; 

LOST IN TRANSLATION, Sofia Coppola. (2003) Premiado: WGA Award; Oscar; Golden Globe; Independent Spirit Award; Golden Satellite Award; COFCA Award; CFCA Award; Chlotrudis Award; FFCC Award; OFCS Award; Seattle Film Critics Award; SEFCA Award; TFCA Award; Comedy Film Honor; WAFCA Award; Indicado: BAFTA Film Award; Critics Choice Award; PFCS Award.

MAR ADENTRO, Alejandro Amenábar & Mateo Gil. (2004) Premiado: Goya; Indicado: CEC Award; European Film Award.

Y TU MAMÁ TAMBIÉN, Carlos Cuarón & Alfonso Cuarón. (2001) Premiado: Venice Festival Best Screenplay; Indicado: Oscar; BAFTA Film Award; Chlotrudis Award.

MENÇÕES HONROSAS: Monster’s Ball, Milo Addica & Will Rokos; The Royal Tenenbaums, Wes Anderson & Owen Wilson; Gosford Park, Julian Fellowes; Saibogujiman kwenchana, Seo-Gyeong Jeong & Chan-wook Park; Caché, Michael Haneke; El Perro, Santiago Calori, Salvador Roselli & Carlos Sorin.

5 opiniões sobre “Os Roteiros da Década: Parte 3 – Originais”

  1. Como em toda boa lista vai ter um mala pra discordar, vou discordar de você, amigo Fernando. rs.
    Mas, de verdade, acho o Babel picaretagem. Num gosto da amarração do roteiro, baseada naquela arma do personagem japonês, e acho cheio de truques vazios — que insinuam coisas somente pra “enganar” o especatador.
    Mas, nossa lista é muito parecida. A minha: 1. “Eternal Sunshine”, 2. “Fale con Ella”, 3. “Dogville” (VonTrier), 4. “Caché” (Haneke), 5. “Invasions Barbares”, 6. “Mullholand Drive” (Lynch), 7. “Punch Drunk Love” (P.T. Anderson); 8. “Y tu Mama También”; 9. “Juno”; 10. “O, brother, where art thou”(Cohen Brothers) — menções pra Little Miss Sunshine, Mar Adentro e O Hospedeiro.
    Abs!
    Thiago Dottori

  2. Até que ficaram parecidas as listas mesmo, Thiagão. Na verdade, Babel nem é o meu preferido do Arriaga. Eu ia colocar Amores Perros e meu irmão disse que é do século passado. Então ia colocar 21 Gramas e o roteiro não está disponível. Ficou Babel pra ter o Arriaga na lista. “Picaretagem” mais minha que dele.

    E “picaretagem” mesmo é Dogville…

  3. Acho que ficou faltando as animações.Poxa os roteiros do Ratatouille,Os Incríveis,Procurando Nemo e Wall.e são brilhantes e acho que sobrava uma vaguinha para um deles não?E o do Adaptação pode ser considerado original?A é bom saber que você curte a Sofia,em um dos melhores filmes que já vi na vida.
    Abração.

  4. Gosto bastante de Babel, aquela parte que a japonesa surda vai a boate é genial, simplesmente tem um peso absurdo na tela.

    E quem gosta de truques vazios é o nosso amigo Lynch, muito fácil se apoiar na subjetividade do inconsciente para criar filmes que não fazem o menor pingo de sentido, nem dramático, nem épico, nem lírico, nem picarético.

Deixe uma resposta para Thiago Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>